Guia Completo para quem quer Estudar nos EUA

Como fazer um intercâmbio nos EUA: O Guia Completo

Fazer um intercâmbio nos Estados Unidos é um sonho de muitos brasileiros e, assim, traz muitas dúvidas para aqueles que pretendem encarar essa viagem.

Chamada de “terra da oportunidade”, os Estados Unidos receberam, durante muito tempo, pessoas se mudavam para lá com a intenção de trabalhar e economizar um dinheiro para voltar ao seu país de origem.

Porém, os tempos mudaram e cada vez mais pessoas se mudam para os Estados Unidos em busca de qualidade de vida e crescimento profissional. Além de novas experiências culturais.

Independentemente dos motivos que te levam a querer realizar um intercâmbio nos EUA, aqui é o local certo para aprender a como realizar esse sonho!

10 Canais ou Sites Gratuitos para Estudar inglês


O que é preciso para fazer um intercâmbio nos EUA?

A primeira coisa a se fazer é escolher a cidade para fazer intercâmbio. Os EUA são um país enorme e repleto de diversidade para agradar todos os gostos. Escolha o local do intercâmbio baseado no custo de vida e no perfil da cidade, comparando-o com as suas preferências.

Além disso, é importante levar em consideração quanto tempo você irá ficar no país. Isso pode ser determinado pelos seus objetivos e por quanto dinheiro você tem para se manter fora.

Após essas considerações, decisões a respeito do tipo de intercâmbio e da sua hospedagem durante o intercâmbio devem ser tomadas.


Quais os tipos de vistos para estudar nos EUA?

M-1 Visa

O visto M-1 é emitido para os estudantes que irão para os Estados Unidos para cursos vocacionais, destinados a quem concluiu o ensino médio e está à procura de novos conhecimentos e especializações em áreas específicas.

Este visto não concede a permissão de trabalho ao estudante. Porém, é possível aceitar uma vaga de trabalho que seja considerado um treinamento prático (estágio) da sua área de estudo por até seis meses após a conclusão do seu curso.

F-1 Visa

Esse visto é concedido a estudantes estrangeiros que irão realizar um curso superior integral em uma universidade norte-americana.

Quem possui o Visto F-1 pode trabalhar dentro do campus da universidade por 20 horas semanais em todo o período letivo e 40 horas durante as férias. Além disso, o discente pode aceitar uma vaga de trabalho em empresa comercial que possua contrato com a universidade. Ou trabalhar diretamente para a universidade como um auxiliar de um professor.

Após o primeiro ano de curso, com o visto F-1, é permitido trabalhar fora do campus.

J-1 Visa

O visto J-1 é emitido aos estudantes estrangeiros que irão para os Estados Unidos com a finalidade de intercâmbio cultural. O J-1 concede aos estudantes autorização de trabalhar apenas dentro do campus e em projetos acadêmicos.

Saiba Como morar na Irlanda – Guia Completo

Como é o processo de imigração para os EUA?

Possuir o visto americano não significa que você terá entrada livre para o país.Assim que chegar nos EUA, o estrangeiro irá passar pela imigração e pela alfândega. O controle de entrada nos Estados Unidos possui três etapas.

A primeira etapa é composta pela checagem de digital, do passaporte e do formulário I94. A segunda etapa é feita com o controle de bagagem, finalizando com a checagem final.

Dentro do avião, você receberá um o formulário I94. Nesse formulário deve conter os nomes dos viajantes, a declaração de bens e o endereço de estadia nos EUA. Você irá entregar esse documento na primeira etapa e na checagem final, juntamente com o passaporte.

É importante lembrar que você jamais deve mentir para os agentes da imigração. Os agentes são treinados para encontrar pessoas que desejam entrar nos EUA com outras intenções e irão fazer algumas perguntas para avaliar a motivação de sua entrada nos Estados Unidos.

Caso você não consiga responder ou apresentar algum motivo para que eles desconfiem, você será mandado para a sala de fiscalização. Nessa sala, eles irão abrir sua mala, contar seu dinheiro e te farão mais perguntas.


Diferença de não entrar no EUA e ser Deportado

Se aconteceu de você ser barrado na imigração e ter que voltar para o Brasil, você não foi deportado. Você apenas não pode entrar no EUA por algum motivo, como a falta de explicação.

É importante ter em mente que a deportação é um processo mais burocrático e, pra que ele aconteça, você tem que ter cometido um crime. Assim, se você for pego, irá ser preso e poderá ser deportado.


Quanto custa morar nos EUA?

Apesar do mercado de trabalho norte-americano ser amplo e os salários serem altos, morar nos EUA não é barato e algumas cidades podem apresentar um custo de vida mais alto que no Brasil.

Além dos gastos básicos com água, luz, gás e internet, os gastos pessoais e de luxo também precisam ser colocados na ponta do lápis. Também é bom lembrar que em terras norte-americanas, você terá gastos diferentes, como com a lavanderia.

Habitação

Esse valor vai depender da cidade em que você vai morar, da localização do imóvel, e se é casa ou apartamento.

Com essa variação, o aluguel pode ficar em torno de US$1.200,00 a US$2.500,00 por mês!

A conta de água é paga a cada três meses, podendo variar de US$30,00 a US$80,00, a depender de seu consumo.

Ao contrário da conta de água, a conta referente a energia deve ser paga mensalmente, custando de US$40.00 a US$60.00.

O gasto com gás irá depender do isolamento térmico da casa e do consumo de acordo com a estação do ano. A variação é de US$90.00 a US$250.00 por mês.

O preço mais aproximado com TV e Internet você só irá saber quando escolher o plano que melhor te serve. Assim, você irá encontrar planos que custam de US$80.00 a US$120.00 mensais.

Mercado

Essa é a estimativa de gastos mais difícil de se ter, pois depende dos seus hábitos. Porém é possível que os gastos envolvendo alimentação, produtos de higiene pessoal e produtos de limpeza variem de US$800.00 a US$1200.00 por mês.

Se você for adepto de uma alimentação mais saudável contendo carne, frutas e verduras frescas, mais caro irá sair.


Custos de um Intercâmbio

Como um intercâmbio, geralmente, envolve uma pessoa solteira, sem filhos e que estará acomodada em uma casa compartilhada, é possível o gasto semanal seja:

Acomodação em quarto duplo com água e luz – US$230

AlimentaçãoUS$40

Transporte – US$15

Celular – US$10

Lavanderia – US$10

CRITICAL SKILLS PERMITS: CONHEÇA MAIS SOBRE AS LICENÇAS DE TRABALHO NA IRLANDA!


Quais as vantagens e desvantagens de fazer um intercâmbio nos EUA?

Vantagens de fazer um intercâmbio nos EUA

Aprender e/ou melhorar seu Inglês – Uma das grandes vantagens de realizar um intercâmbio nos Estados Unidos é a possibilidade de aprender inglês, caso não saiba, ou melhorar o nível do que você já sabe. Falar inglês de forma fluente é essencial no mercado de trabalho, além de te ajudar a se comunicar em qualquer lugar do mundo. Tem forma melhor de aprender do que na prática?

Viajar de forma barata –Turistar” dentro dos Estados Unidos é bastante barato, caso você queira. É possível viajar pra Chicago, por exemplo, e passar cinco dias por menos de 300 dólares. Aproveite para conhecer além da cidade na qual você está realizando o intercâmbio.

“Muamba” – Que algumas coisas são bem mais baratas nos Estados Unidos, isso não é segredo. Além de ser o paraíso dos nerds e dos geeks com eletrônicos, jogos, e HQs extremamente baratos, o país também apresenta sonhos de consumo para as fashionistas de plantão e It Girls, com roupas e maquiagens famosas por um preço muito mais acessível que no Brasil.


Desvantagens de fazer um intercâmbio nos EUA

Comida industrializada – Se você possui o hábito de comer alimentos frescos, que são comprados na feira ou cortados na hora no supermercado, saiba que nos Estados Unidos será difícil ou caro manter esse costume. A maioria dos alimentos são congelados ou conservado.

Xenofobia – Dependendo do local no qual você vá realizar seu intercâmbio, há o risco de “trombar” com pessoas nada receptivas. Isso porque, em alguns estados, o preconceito com estrangeiros é enorme. Fique atento!

Custo de vida elevado – Apesar de algumas mercadorias, como eletrônicos e roupas, serem mais baratos, o custo de vida dos EUA é mais alto que em muitos países, inclusive no Brasil. Aluguel, mercado e outras contas básicas podem custar caro.


Quais os tipos de intercâmbio existentes para os EUA?

Intercâmbio de Idiomas (Inglês)

É o tipo mais comum de intercâmbio e também o mais procurado por brasileiros. Esse intercâmbio é destinado para aprender ou aperfeiçoar o idioma por meio de um curso de inglês em escolas de idioma nos Estados Unidos.

A oferta desses cursos de inglês é alta e não há nenhuma grande burocracia para se conseguir realizar um intercâmbio com esse objetivo nos Estados Unidos. Só é preciso escolher o tipo do curso.

A duração do intercâmbio pode variar de 2 semanas até 1 ano, havendo a possibilidade de extensão desse tempo.


Intercâmbio para high school (ensino médio)

Nesse tipo de intercâmbio, o estudante do ensino médio vai para os EUA para estudar normalmente 1 semestre ou 1 ano letivo em uma escola americana.

As agências de intercâmbio realizam o contato entre as escolas dos dois países, e organizam a troca dos estudantes. O estudante brasileiro vai para os EUA estudar na escola americana e ficar alojado na casa de um estudante americano, que vem estudar no Brasil e hospedar-se na casa do estudante brasileiro.


Intercâmbio universitário ou profissionalizante

Os estudantes possuem a possibilidade de fazer cursos de nível técnico, graduação, pós-graduação, mestrado ou MBA nos EUA.  A duração varia entre 2 semanas e 1 ano, podendo ser dividido em semestre ou ano letivo. A proficiência no inglês é pré-requisito.

Diversas universidades brasileiras possuem convênios com instituições dos Estados Unidos para a realização de intercâmbio entre seus alunos.


Intercâmbio Work & Travel

Oferece empregos temporários remunerados no Summer Work Travel Program. Esse programa é destinado a jovens universitários, oferecendo aos estudantes estrangeiros a possibilidade de morar e trabalhar nos Estados Unidos durante o período de férias da faculdade ou universidade no Brasil.

É necessário ter, no mínimo, conhecimento intermediário de inglês. Os jovens passam de 3 a 4 meses trabalhando em estações de esqui, hotéis, resorts e restaurantes.


Intercâmbio para Estágio (Internship)

Esse intercâmbio é destinado ao estágio em empresas norte-americanas.Universitários e recém-formados que querem adquirir experiência profissional nos Estados Unidos, podem ser contemplados.

Existem estágios remunerados e não remunerados com duração de 3 a 18 meses. O processo seletivo para o Internship é feito no Brasil e é exigido nível avançado de inglês.


Programa de Au pair

Esse programa é regulamentado pelo governo norte-americano. Assim, o estrangeiro viaja com um visto de intercambista, trabalha de forma legal como babá e recebe uma bolsa de estudos.

Nesse programa, o estrangeiro mora com uma família norte-americana e auxilia cuidando das crianças existentes na família, pelo período de 1 ano.

Além do pagamento semanal pelos serviços como babá, o intercambista ganha alojamento, alimentação e a bolsa de estudos.

Para poder se candidatar a Au Pair, é obrigatório preencher alguns pré-requisitos, como não possuir antecedentes criminais. Além disso, o candidato é entrevistado (em inglês).

ESTRANGEIROS TRABALHANDO NA IRLANDA? LEIA O TEXTO E SAIBA O MOTIVO!

Como é o sistema de ensino norte-americano?

Nos Estados Unidos da América, o ensino ocorre de forma um pouco distinta que no Brasil. O poder do governo é muito descentralizado e o ensino escolar acaba dependendo, principalmente, dos estados e das cidades.

A lei federal proíbe ao governo dos EUA de realizar qualquer interferência no conteúdo dos programas de estudo e dos métodos de ensino estabelecidos pelos estados e comunidades locais.

Porém, de modo geral, podemos afirmar que o sistema de ensino norte-americano é composto por 12 anos ou “12 graus” de ensino anteriores ao ingresso na universidade (o que conhecemos como Educação Básica). Os 12 anos ou graus são divididos em três etapas:

  • Elementary school: compreende dos 6 aos 11 anos – 5 Graus
  • Middle school: compreende dos 11 aos 14 anos – 3 Graus
  • High school: compreende dos 14 aos 18 anos – 4 Graus

Após o aluno concluir o 12º grau, ou o último ano da High School, ele pode iniciar o ensino superior. O Ensino Superior pode ser profissionalizante, com duração de 2 anos, e universitário, com duração de 4 anos.

Nas Colleges (universidades) norte-americanas, os discentes podem obter o diploma de graduação, chamado de Bachelor’s degree. Esses estudantes são chamados de undergraduates.

Aqueles que pretendem seguir com estudos posteriores, iniciam o mestrado e, assim que o concluem, são considerados graduates. Após isso, também há a possibilidade de cursar um doutorado (PhD) que, nos EUA, dura três anos e é inteiramente baseado na pesquisa.


Dicas Extras